Arquivo Pérsio Galembeck                                                                                                                        @persiogalembeck

No início de 2017, tomei uma decisão que mudaria minha vida:  após encontrar o acervo fotográfico de meu pai em uma casa abandonada, à beira do desabamento, resolvi resgatar, dar abrigo, luz e atenção aos mais de 25 anos de carreira registrados por ele em película.
Atualmente essa tarefa faz parte de minha rotina e também de uma busca pessoal.
É, acima de tudo, um respeito ao trabalho autoral de meu pai.
Esse material é único, em sua maior parte, inédito. Ele era um fotógrafo criterioso e detalhista no exercício da observação.
Assim, dia após dia, eu revelo um pouco mais sobre ele e reconheço ali um pedaço de mim mesmo.